Android Studio #02

Android Studio #02

A melhor ferramenta para desenvolvimento Android

O que temos na ferramenta:

Um sistema de compilação flexível baseado no Gradle

Um emulador rápido com inúmeros recursos

Um ambiente unificado para você poder desenvolver para todos os dispositivos Android

Instant Run para aplicar alterações a aplicativos em execução sem precisar compilar um novo APK

Modelos de códigos e integração com GitHub para ajudar a criar recursos comuns dos aplicativos e importar exemplos de código

Ferramentas e estruturas de teste cheias de possibilidades

Ferramentas de verificação de código suspeito para detectar problemas de desempenho, usabilidade, compatibilidade com versões e outros

Compatibilidade com C++ e NDK

O Android NDK é um conjunto de ferramentas que permite a implementação de partes de seu aplicativo usando linguagens de código nativas como C e C++. Para certos tipos de aplicativo, isso pode ajudar você a reutilizar as bibliotecas de código escritas nessas linguagens.

Compatibilidade embutida com o Google Cloud Platform, facilitando a integração do Google Cloud Messaging e do App Engine

Estrutura do projeto





Por padrão, o Android Studio exibe os arquivos dos projetos na vista de projetos Android, como mostrado na figura. Essa vista é organizada por módulos para possibilitar acesso rápido aos principais arquivos-fonte do seu projeto;

Todos os arquivos da compilação podem ser vistos acima do Gradle Scripts e cada módulo de aplicativo contém as pastas a seguir:

manifestos: contém o arquivo AndroidManifest.xml.

java: contém os arquivos de código-fonte do Java, incluindo o código de teste do JUnit.

recursos: contém todos os recursos que não são código, como layouts XML, strings de IU e imagens em bitmap.

A estrutura do projeto Android em disco difere dessa representação simplificada. Para ver a estrutura de arquivos real do projeto, selecione Project na lista suspensa Project (exibida na figura 1 como Android).

Também é possível personalizar a visualização dos arquivos do projeto para se concentrar em aspectos específicos do desenvolvimento do aplicativo. Por exemplo, selecionar a visualização Problems do projeto exibe links para os arquivos de origem contendo erros reconhecidos de codificação e sintaxe, como uma tag de fechamento de elemento XML ausente em um arquivo de layout.

Janela principal do AndroidStudio


1 - A barra de ferramentas permite executar diversas ações, incluindo executar aplicativos e inicializar ferramentas do Android.

2 - A barra de navegação ajuda na navegação pelo projeto e na abertura de arquivos para edição. Ela oferece uma visualização mais compacta da estrutura visível na janela Project.

3 - A janela do editor é o local em que você cria e modifica código. Dependendo do tipo de arquivo atual, o editor pode mudar. Por exemplo, ao visualizar um arquivo de layout, o editor abre o Editor de layout.

4 - A barra de janela de ferramentas fica fora da janela do IDE e contém os botões que permitem expandir ou recolher a janela de cada ferramenta.

5 - A janela das ferramentas dá acesso a tarefas específicas, como gerenciamento de projetos, busca, controle de versão e muitos outros. Você pode expandi-las e recolhê-las.

6 - A barra de status mostra o status do projeto e do próprio IDE, além de advertências e mensagens.

Janelas de ferramentas

Em vez de usar perspectivas predefinidas, o Android Studio segue o contexto e exibe automaticamente as janelas de ferramentas relevantes de acordo com o trabalho. Por padrão, as janelas de ferramentas mais comuns são fixas na barra de janelas de ferramentas nas bordas da janela de aplicativos.

Para expandir ou recolher uma janela de ferramenta, clique no nome da ferramenta na barra de janela de ferramentas. Também é possível arrastar, fixar, desafixar, anexar e desanexar janelas de ferramentas.

Para voltar ao layout padrão atual da janela de ferramentas, clique em Window > Restore Default Layout ou personalize o layout padrão clicando em Window > Store Current Layout as Default.

Para mostrar ou ocultar toda a barra de janelas de ferramentas, clique no ícone da janela   no canto inferior esquerdo da janela do Android Studio.

Para localizar uma janela de ferramenta específica, passe o cursor sobre o ícone da janela e selecione a janela da ferramenta no menu.

Também é possível usar atalhos de teclado para abrir janelas de ferramentas. A tabela 1 lista os atalhos para as janelas mais comuns.



Se você quiser ocultar todas as barras de ferramentas, janelas de ferramentas e guias do editor, clique em View > Enter Distraction Free Mode. ODistraction Free Mode será ativado. Para sair do Distraction Free Mode, clique em View > Exit Distraction Free Mode.

Você pode usar Speed Search para pesquisar e filtrar dentro da maioria das janelas de ferramentas no Android Studio. Para usar Speed Search, selecione a janela de ferramentas e digite a consulta de pesquisa.

Para obter mais dicas, consulte Atalhos de teclado.

Preenchimento automático de código

São três tipos possíveis de preenchimento de código: Preenchimento básico, com relação a variáveis




ambém é possível executar correções rápidas e mostrar as ações de intenção pressionando Alt+Enter.

Para saber mais sobre o preenchimento automático de código, consulte Preenchimento automático de código

Navegação

Veja a seguir algumas dicas para ajudá-lo na navegação do Android Studio.

Alterne entre os arquivos acessados recentemente com a ação Recent Files. Pressione Control+E (Command+E no Mac) para chamar a ação Recent Files. Por padrão, o último arquivo acessado é selecionado. Também é possível acessar qualquer janela de ferramentas por meio da coluna esquerda dessa ação.

Veja a estrutura do arquivo atual com a ação File Structure. Chame a ação File Structure pressionando Control+F12 (Command+F12 no Mac). Essa ação permite navegar rapidamente para qualquer parte do arquivo atual.

Pesquise e navegue para uma classe específica no projeto com a ação Navigate to Class. Chame a ação pressionando Control+N (Command+O no Mac). A ação Navigate to Class é compatível com expressões sofisticadas, incluindo maiúsculas intermediárias (camel humps), caminhos, navegar para linha e correspondência do nome do meio, entre muitas outras. Se você chamar a ação duas vezes seguidas, ela mostrará os resultados obtidos das classes do projeto.

Navegue para um arquivo ou pasta com a ação Navigate to File. Chame a ação Navigate to File pressionando Control+Shift+N (Command+Shift+O no Mac). Para pesquisar pastas em vez de arquivos, adicione uma / ao final da expressão.

Navegue para um método ou campo por nome com a ação Navigate to Symbol. Chame a ação Navigate to Symbol pressionando Control+Shift+Alt+N (Command+Shift+Alt+O no Mac).

Encontre todos os fragmentos de código que referenciam a classe, o método, o campo, o parâmetro ou a declaração na posição atual do cursor pressionando Alt+F7

Estilo e formatação

Durante a edição, o Android Studio aplica automaticamente formatação e estilos como especificado nas configurações de estilo do código. Você pode personalizar as configurações de estilo do código de acordo com a linguagem de programação, incluindo a especificação de convenções para tabulação e identação, espaços, quebras de linha, chaves e linhas em branco. Para personalizar as configurações de estilo do código, clique em File > Settings > Editor > Code Style (Android Studio > Preferences > Editor > Code Style no Mac.)

Embora o IDE aplique automaticamente a formatação durante a edição, também é possível chamar explicitamente a ação Reformat Code pressionando Control+Alt+L (Opt+Command+L no Mac) ou identar automaticamente todas as linhas pressionando Control+Alt+I (Alt+Option+I no Mac).

Antes da formatação



Depois da formatação


Controle de versão

O Android Studio é compatível com diversos sistemas de controle de versões (VCSs), incluindo Git, GitHub, CVS, Mercurial, Subversion e Google Cloud Source Repositories.

Após importar o aplicativo para o Android Studio, use as opções do menu VCS do Android Studio para ativar a compatibilidade de VCS com o sistema de controle de versão desejado, criar um repositório, importar os novos arquivos para o controle de versão e executar outras operações:

No menu VCS do Android Studio, clique em Enable Version Control Integration.

No menu suspenso, selecione o sistema de controle de versão a ser associado à raiz do projeto e clique em OK.

Agora, o menu VCS exibe diversas opções de controle de versão, de acordo com o sistema selecionado.

Observação: Também é possível usar a opção de menu File > Settings > Version Control para definir e modificar as configurações do controle de versão

 Eu uso alguns repositórios grátis de código fonte, caso queiram dicas deles: já sabem né? Chove de comentário para que eu respondo e dependendo faço um vídeo disso aqui no canal!

Sistema de compilação Gradle

Variantes de compilação

Eu vou usar muito isso! Tem a ver com a maneira como vc vai compilar seu código, podendo gerar várias versões do mesmo aplicativo, por exemplo: uma versão paga e outra gratuita. Ou distribuir para vários tipos de dispositivos diferentes;

Divisões de APK

Você pode compilar seu apk por parte, por exemplo, ter um pacote para determinado tamanho de tela;

Redução de recursos

Reduz a quantidade de código ou recursos sem utilização;

Faz com que seu apk se torne menor;

Decide quais códigos fontes vc quer manter no seu apk;

Gerenciamento das dependências

Com scripts diretos no Gradle, dá para escolher quais versões e libs serão utilizadas para compilação do seu projeto;

Ferramentas de depuração de código

Depuradores em linha





Monitoromanto de desempenho

Captura de pilha

Rastreador de alocação

Acesso aos arquivos de dados

Inspeções do código




Mensagens de registro

Dica quente!

Para você que vem do eclipse como eu: tem como usar os atalhos de teclado do eclipse no AndroidStudio: eu amo a JetBrains! 🙂

Se quiser saber como isso funciona, deixa seu comentário aqui que eu mostro no próximo vídeo como fazer 🙂

Então...

Galera por mim, já deu de falar sobre o básico da IDE e nos próximos vídeos quero falar e fazer projetos com vocês.

Agora, se você tiver interessado em ver mais sobre atalhos de teclado e os preechimentos automáticos da IDE, deixa seu comentário. Se forem muitos eu faço o vídeo para vocês! 🙂

Até a próxima!
Lisa Byte!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banco Inter, como funciona, vale a pena? Eu te conto ;)

Como publicar seu App na PlayStore #02 - Políticas de Privacidade

Nubank Lança Nuconta: Eu te conto se vale a pena ;)